Nos últimos anos, o debate sobre representatividade tem sido ampliado em todos os níveis da cultura – o que pode ser entendido como uma sinalização de que o mundo não é apenas composto de homens, brancos, héteros – essas figuras que, a grosso modo, foram sempre as vozes que dominaram as narrativas universais. Para identificar as novas vozes destoantes da sexualidade normativa, o termo “queer”, que em inglês significa algo como “excêntrico” e que era uma maneira pejorativa de designar todas as pessoas que de algum modo escapavam do modelo tradicional de sexualidade – de modo análogo à sigla LGBTQ+ – passou a ser incorporado por essa comunidade e ganhou força. Se antes a palavra empurrava essas pessoas para a margem, hoje ela as resgata, de uma maneira orgulhosa, colocando-as no centro de discussões e de produções culturais – como a literatura queer. Para tentar uma definição mais certeira desse termo tão amplo, Ana Lima Cecilio, editora da Carambaia, conversou com Kaio Cassio, assistente editorial, com o escritor Samir Machado de Machado e com a poeta Cecilia Floresta. A conversa teve ainda participação do escritor Marcelino Freire.

 

 

Programa gravado em 15 de fevereiro de 2019.

 


Durante o bate-papo, citamos os seguintes livros, escritores, séries, filmes, música e etc:

 

Autores

Álvares de azevedo
Amara Moira
Ana Cristina
Audre Lorde
Bárbara Esmenia
Caio Fernando Abreu
Cassandra Rios
Cheryl Clarke
Cidinha da Silva
Hilda Hilst
Laerte
Mário de Andrade
Michael Chabon
Natalia Borges Polesso
Safo de Lesbos
Samuel Gomes
Tatiana Nascimento
Vange Leonel
Virginia Woolf

 

Livros

Fedro, de Platão, Peguin, 2016
Ilíada, de Homero,
O talentoso Ripley, de Patricia Highsmith, Companhia de bolso, 2012
O Decamerão, de Giovanni Boccaccio, Nova fronteira, 2018
Trilogia do Alexandre, o Grande, de Mary Renault
O jovem persa, Assirio & Alvim, 1991
Fogo do céu, Assirio & aLVIM, 1993
Jogos funerários, Assirio & Alvim, 1996
Otelo, de William Shakespeare, Peguin, 2017
Mercador de Veneza, de William Shakespeare,
Moby Dick, de Herman Melville, Cosac & Naify, 2008
O cortiço, de Aluísio Azevedo, Peguin, 2016
O bom-crioulo, de Adolfo Caminha, Atica, 1998
Grande sertão Veredas, de João Guimarães Rosa, Nova Fronteira, 2015
O ateneu, de Raul Pompéia, Penguin, 2013
As sereias de Rive Gauche, de Vange Leonel, Brasiliense, 2002
Poço da solidão, de Radclyffe Hall, Record, 1998
O retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde, Penguin, 2012
Desamélia, de Cecília Floresta,
Homens elegantes, de Samir Machado de Machado, Rocco, 2016
Tupinilândia, de Samir Machado de Machado, Todavia, 2018
Devassos no Paraíso, de João Silvério Trevisan, Objetiva, 2018
Imodéstia, Capricho, Inclinações, de Ronald Firbank, Carambaia, 2017
Em busca do tempo perdido, de Marcel Proust, Nova fronteira, 2016
Coleção João do Rio, de João do Rio, Carambaia, 2015
Poemas crus, de Cecília Floresta, editora Patuá, 2016
Amora, de Natalia Borges Polesso, Não editora, 2015
Angu de sangue, de Marcelino Freire, Ateliê editorial, 2000
Baléralé, de Marcelino Freire, Ateliê editorial, 2003
Contos negreiros, de Marcelino Freire, Livro falante, 2010
Nossos ossos, de Marcelino Freire, Record, 2013
Bagageiro, de Marcelino Freire, Record, 2018
Antologia trans, vários autores, Invisíveis produções, 2017
Viagem solitária, de João W. Nery, LeYa, 2011
O amor dos homens avulsos, de Victor Heringer, Companhia das Letras, 2016
As coisas, Tobias Carvalho, Record, 2018
15 dias, de Vitor Martins, Globo Alt, 2017

 

Artigos
Da mulher que não teme ser contestada, de Heloisa Buarque de Holanda, Suplemento Pernambuco
"Monstruoso corpo de delito": personagens transexuais na literatura brasileira, de Amara Moira, Suplemento Pernambuco, 2018

 

Filmes
Meninos não choram (1999)
O segredo de Brokeback Mountain (2005)
Me chame pelo seu nome (2017)

 

Evento
Balada literária

 

Editoras
Padê Editorial
Kuanza Produções

 

Música
Etérea, Criolo, 2018

 

O Narrativas, podcast da editora Carambaia, é gravado no estúdio da Central 3, em São Paulo, e tem a produção de Renata Minami e edição de Leandro Iamin e Gil Luis Mendes. A trilha sonora é composta e executada por Bruno Bething.