Digite e aperte "Enter".
x Fechar

Carrinho

Infelizmente você ainda não possui produtos no seu carrinho.

Continuar comprando
Fechar icon_close

Aharon Appelfeld

Falecido em janeiro de 2018, o premiado escritor israelense Aharon Appelfeld foi uma das vozes mais contundentes da literatura judaica, ao colocar o Holocausto no centro de sua obra. Meu pai e minha mãe, publicado em 2013, quando o autor tinha 81 anos, leva o leitor a um local mágico de sua infância, à beira do Rio Prut, nos Cárpatos, onde passou as férias de verão com os pais, pouco antes da eclosão da Segunda Guerra Mundial.
Nascido em 1932 próximo de Czernowitz, então Romênia, hoje Ucrânia, Aharon Appelfeld tinha 8 anos quando sua cidade foi tomada pelos nazistas, a mãe foi assassinada, e ele e o pai, deportados para um campo de trabalhos forçados – aonde chegaram depois de uma marcha de dois meses. Em 1942, Aharon conseguiu fugir e passou os três anos seguintes vivendo numa floresta, adotado por um bando de criminosos. Resgatado pelos soviéticos, foi para um campo de refugiados na Itália e emigrou para Israel em 1946. Foi ali que, em 1957, reencontrou o pai, que também sobrevivera ao Holocausto. Além de Meu pai e minha mãe, Appelfeld publicou outros 40 livros, todos escritos em hebraico, língua que aprendeu a partir dos 14 anos.

Compartilhe icon_share

Meu pai, minha mãe

Aharon Appelfeld

Disponível: Sem estoque

R$ 0,00
1x de R$ 0,00 no cartão sem juros

Sinopse

Falecido em janeiro de 2018, o premiado escritor israelense Aharon Appelfeld foi uma das vozes mais contundentes da literatura judaica, ao colocar o Holocausto no centro de sua obra. Meu pai e minha mãe, publicado em 2013, quando o autor tinha 81 anos, leva o leitor a um local mágico de sua infância, à beira do Rio Prut, nos Cárpatos, onde passou as férias de verão com os pais, pouco antes da eclosão da Segunda Guerra Mundial.



Nascido em 1932 próximo de Czernowitz, então Romênia, hoje Ucrânia, Aharon Appelfeld tinha 8 anos quando sua cidade foi tomada pelos nazistas, a mãe foi assassinada, e ele e o pai, deportados para um campo de trabalhos forçados – aonde chegaram depois de uma marcha de dois meses. Em 1942, Aharon conseguiu fugir e passou os três anos seguintes vivendo numa floresta, adotado por um bando de criminosos. Resgatado pelos soviéticos, foi para um campo de refugiados na Itália e emigrou para Israel em 1946. Foi ali que, em 1957, reencontrou o pai, que também sobrevivera ao Holocausto. Além de Meu pai e minha mãe, Appelfeld publicou outros 40 livros, todos escritos em hebraico, língua que aprendeu a partir dos 14 anos.



Previsão de lançamento em 2019.

Veja mais

© 2016 Editora Carambaia EIRELI | CNPJ: 19.868.501/0001-12 - Rua Américo Brasiliense, 1.923, conj. 1502 - Chácara Santo Antônio - São Paulo / SP - 04715-005

Desenvolvido por: