Digite e aperte "Enter".
x Fechar

Carrinho

Infelizmente você ainda não possui produtos no seu carrinho.

Continuar comprando
Fechar icon_close

Robert Louis Stevenson

Robert Louis Stevenson (1850 - 1894) foi um influente novelista, poeta e escritor de roteiros de viagem britânico, nascido na Escócia. Escreveu clássicos como "A Ilha do Tesouro", "O Médico e o Monstro" e "As Aventuras de David Balfour".

Compartilhe icon_share

Viagem com um burro pelas Cevenas - Coleção Acervo

Robert Louis Stevenson

Disponível: Sem estoque

R$ 0,00
1x de R$ 0,00 no cartão sem juros

Saiu na imprensa

Jornal Rascunho - A jornada de Stevenson, por Ovídio Poli Junior - 02/2017

Correio Braziliense - Livro relata viagem de Robert Louis Stevenson, por Pablo Pires Fernandes - 17/09/2016

Valor Econômico - A peregrinação espiritual de Stevenson, por Rodrigo Petrônio - 08/07/2016

Folha de S.Paulo - Em diário, Robert Stevenson defende diversidade de crenças, por Alcir Pécora - 03/06/2016

O Globo - Crítica: Stevenson em um hino à desaceleração e à serendipidade, por Bolívar Torres - 14/05/2016

Suplemento Pernambuco - Leia um trecho de "Viagem com um burro pelas Cevenas": o burro, a carga e a albarda - 28/04/2016

Diário Catarinense - Carlos Schroeder: Um Stevenson inédito - 27/04/2016

Sinopse

Viagem com um burro pelas Cevenas foi o segundo livro escrito por Robert Louis Stevenson (1850-1894) – autor que se tornaria conhecido por obras infantojuvenis como A ilha do tesouro e O médico e o monstro. Trata-se de um pitoresco diário narrando a travessia feita pelo autor escocês – acompanhado de uma jumenta, a quem chama de Modestine – pela cadeia montanhosa das Cevenas, no sul da França.

A aventura durou doze dias, de 22 de setembro, quando Stevenson partiu do vilarejo de Le Monastier, com a burrica e um saco de dormir, a 3 de outubro de 1878, quando ele chega a seu destino final, a cidade de Alais. Com fina ironia, o autor relata essa trajetória ritmada sobretudo pelo humor da teimosa Modestine, que ora empaca, ora decide sozinha a trilha a seguir. Cruza vilarejos carregados de história, cenários de batalhas das guerras protestantes do início do século XVIII, dorme em albergues, ou até numa abadia, mas sente que tem a “mais hospitaleira das recepções” quando passa a noite sob as estrelas, no que chama de “estalagem verde”.

O livro traz um posfácio assinado pelo francês Gilles Lapouge, que faz uma leitura do relato do Stevenson a partir dos de outros escritores viajantes. E analisa a figura do burro, representada por Modestine, que, para ele, é a verdadeira autora da viagem e do relato. O design da coleção é assinado pelo Bloco Gráfico, constituído por Gabriela Castro, Gustavo Marchetti e Paulo André Chagas. Os livros têm acabamento em brochura, formato 13x20 cm, e utilizam papéis especiais e certificados: o sueco Munken Print Cream 80 g/m2 no miolo e o escocês Pop Set Black 320 g/m2 na capa. Outro detalhe do volume é a inclusão de um fitilho bordado com o logo do Acervo.



Tradução e prefácio: Cristian Clemente
Projeto gráfico coleção Acervo: Bloco Gráfico


Fotografia: Nino Andrés

Veja mais

© 2016 Editora Carambaia EIRELI | CNPJ: 19.868.501/0001-12 - Rua Américo Brasiliense, 1.923, conj. 1502 - Chácara Santo Antônio - São Paulo / SP - 04715-005

Desenvolvido por: