"Desde os primórdios, a leitura é a apoteose da escrita" (Alberto Manguel)

Toda editora tem um ou mais assuntos que pautam seu trabalho. A Carambaia é uma editora de leitores. Nosso assunto, no fundo, é o leitor. Vemos nele a nossa própria imagem, do indivíduo que não apenas lê, mas que tem um ritual de leitura, que seleciona cuidadosamente o livro para dar de presente a alguém, que conversa sobre determinada edição, repara no nome do tradutor, é minucioso ao separar os livros para a viagem de férias, conhece coleções, catálogos e se lembra saudoso de editoras que não existem mais. Trata-se de um leitor que gosta de papel, mas vê com interesse os livros digitais, já leu muito livro em edições simples mas, sempre que pode, compra com orgulho uma mais caprichada.

Esse leitor lê só, mas não está sozinho. Além de compartilhar suas leituras em encontros com amigos, redes na internet e salas de aula, ele se insere em um mundo de histórias e autores que o conectam com um universo cada vez maior de obras e escritores. Assim, ele descobre novos autores e novos velhos autores e muitos textos fora de catálogo, encontrados apenas em edições bastante antigas ou, pior, que nunca foram traduzidos.

A Carambaia trabalha com obras de ficção que continuarão relevantes por décadas ou séculos. Procuramos “furos” literários, textos excelentes que merecem uma nova ou inédita edição no Brasil, e buscamos tradutores e designers que desenvolvam um projeto singular para cada uma delas. Desse modo, queremos dividir com o leitor aqueles livros que gostaríamos de ler, comentar, sugerir e presentear, e ao mesmo tempo criamos um catálogo que servirá como garantia de traduções e edições de qualidade.

Que o nosso prazer ao pesquisar, traduzir, desenhar e editar essas obras seja o mesmo que o leitor terá com o livro aberto diante de si.

Fabiano Curi, editor da Carambaia.